WhatsApp Image 2021-08-04 at 17.51.40.jpeg

LUIZA DIAS FLORES

Doutora em Antropologia Social (Museu Nacional/UFRJ) e Mestre em Antropologia (IFCS/UFRJ). Professora do Departamento de Antropologia (DAN/UFAM) e do Programa de pós graduação em Antropologia Social (PPGAS/UFAM). Co-coordenadora do Laboratório de Antropologia da Vida, Ecologia e Política (Colar). Desenvolve pesquisa sobre Antropologias das populações afro-brasileiras e Estudos Feministas. Temas de pesquisa: Religiões de matriz africana; quilombos; cosmopolíticas afro-brasileiras; feminismos e ecologia

Contato: luizaflores@ufam.edu.br 

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8186109326992084

Artigos publicados

DAVID, Cláudia Rocha; FLORES, Luiza Dias. Escrevivendo com Folaiyan: Encruzilhada de encruzilhadas. Identidade!, São Leopoldo, v. 26, nº 1 e 2, p. 62 - 79, 2021.

FLORES, Luiza Dias. Alargar bordas: entre o saber e o conhecer. Revista Mundaú. , v.9, p.84 - 104, 2021.

FLORES, Luiza Dias. Um 'nós' intercessor: quando a etnografia também é magia. Mana, v.26, p.1 - 31, 2020.

FLORES, Luiza Dias. A Morada da Paz, uma entidade feminina e kilombola (caderno de imagens). R@U : Revista de Antropologia Social dos Alunos do PPGAS-UFSCAR.  v.11, p.674 - 682, 2019.

FLORES, Luiza Dias. As invenções da guerra: reflexões sobre um jogo carnavalesco. Novos Cadernos NAEA. , v.22, p.201 - 221, 2019.

FLORES, Luiza Dias. 'A Morada é uma curandeira': o feminino enquanto força. CAMPOS (UFPR). , v.19, p.37 - , 2018.

FLORES, Luiza Dias; JAENISH, D. B. Sentir as palavras, criar trincheiras: mulheres em defesa da Red de la Vida. CAMPOS (UFPR), v.19, p.17, 2018.

FLORES, Luiza Dias. A guerra comancheira: contribuições a uma antropologia afroindígena.R@U : Revista de Antropologia Social dos Alunos do PPGAS-UFSCAR, v.9, p.43, 2017.

FLORES, Luiza Dias A guerra e o processo criativo afroindígena. Novos Debates - Fórum de Debates em Antropologia. , v.2, p.14 - 19, 2016.

 

Livros e Coletâneas

FLORES, Luiza Dias Ocupar: resistências kilombolas.  Rio de Janeiro: Editora 7 Letras,  2021